- Bioética e Biotecnologias da Reprodução - Uma Produção em Rede.

Bioética e Biotecnologias da Reprodução - Uma Produção em Rede.pdf (124855)

 

revista   tecnologia  e  sociedade
 
BIOÉTICA E BIOTECNOLOGIAS DA REPRODUÇÃO: UMA PRODUÇÃO EM REDE
 
Reproduction Biotechnologies and Bioethics: network production
 
Júlio Cesar de Almeida Nobre*
 
 
Resumo
 
O presente artigo objetiva a realização de uma reflexão acerca da Bioética voltada às biotecnologias da reprodução. Buscamos, inicialmente, apresentar tais práticas biotecnológicas como radicais agentes a instabilizar aquilo que entendemos por natureza humana e uma Bioética que tem por objetivo uma posição crítica e analítica acerca de tais agentes – no sentido de defender a humanidade. Em seguida, procuramos apresentar um modelo para lançarmos um novo olhar sobre esse árduo terreno atual de instabilização do humano: as redes coletivas. Propomos uma Bioética imbricada com as novas biotecnologias da reprodução. Tecnologia e bioeticistas, nesse entendimento, se misturariam com capital, empresas, religiões, cidadãos comuns, etc, na construção de normatividades e regulamentações bioéticas. Parece que estamos vivendo em um momento singular, onde intensa controvérsia bioética está ocorrendo e a natureza daquilo que chamamos humano – e uma bioética voltada para este – está em jogo.
 
Palavras-chave: Redes. Biotecnologias da reprodução. Bioética e atualidade.
 
* Professor do Centro Universitário de Volta Redonda; mestre - Programa EICOS - pela Universidade Federal do Rio de Janeiro; doutorando do Programa de Pós – graduação  EICOS, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Email: jcanobre@globo.com
 
Abstract
 
The objective of the present article is to reflect on Bioethics directed towards reproduction biotechnologies. Initially, we wish to show such biotechnologies practices as radical agents unsettling what we understand as human nature and Bioethics which objective is a critical and analytical position on such agents in order to defend humanity. Then, we present a model to offer a new light on that current hard field of unsettling the human being: collective networks. We propose that Bioethics is imbricated with the new reproduction biotechnologies. Technology and bio-ethicists, in  this sense, would blend with capital, companies, religions, common citizens, etc, building bioethical regulations and norm activities. It seems that we are living in a unique time, where a intense bioethical controversy is occurring and the nature of what we call human and bioethics directed towards it is on the line.
 
Keywords: Nets. Reproduction biotechnologies. Bioethic and actuality.

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!