Fortaleça o cérebro com exercícios físicos

    Nem música clássica, nem palavras cruzadas: neurocientista diz que atividades para o corpo é que melhoram a capacidade cerebral


por Murilo Roncolato

Exercícios na praia em 1935. Foto: Wikimedia Commons

Nicholas Spitzer é um professor de neurociência da Universidade da California. Em uma entrevista à Economist, o cientista quebrou dois dos mitos sobre atividades que colaboram para a nossa inteligência. Um mito em específico é bem conhecido: afinal, quem nunca ouviu um idoso dizer que fazia palavras-cruzadas, quebra-cabeça, sudoku, jogava xadrez ou coisa parecida para manter a “cabeça funcionando”? 

Para Spitzer, a prática de solucionar jogos de raciocínio não melhora sua capacidade cognitiva e música clássica – e aqui vem o segundo mito, chamado “Efeito Mozart” – não desenvolve as suas funções cerebrais. Segundo o neurocientista, isso é papo furado, o que pode ajudar mesmo o seu cérebro é você sair de casa e fazer algo bem diferente disso: se mexer. “Essas teorias foram analisadas em detalhe e elas não se sustentam. É decepcionante de certo modo, mas o que descobrimos é que exercício (físico) é a chave para as funções cerebrais”, afirmou o professor. 

Os benefícios dos exercícios físicos para o cérebro já eram conhecidos, mas as condições para que as vantagens se deem de fato ainda são objetos de estudo. 

Continue lendo no sete abaixo:

https://revistagalileu.globo.com/Revista/Common/0,,EMI341285-17770,00-FORTALECA+O+CEREBRO+COM+EXERCICIOS+FISICOS.html




Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!