Herança relacionada ao sexo

Conceito

       A herança relacionada ao sexo é um conceito de formas hereditárias determinadas basicamente pelos cromossomos sexuais, influenciadas ou não por fatores extracromossômicos como hormônios.

 

         É dividida em três tipos:

 

Herança influenciada pelo sexo

         É o condicionamento hereditário de um gene que se comporta diferentemente em machos e fêmeas em função de fatores não-genéticos, como hormônios, por exemplo. Podemos citar nesta modalidade a calvície, que pode ocorrer em mulheres especialmente na velhice, quando os índices de hormônios masculinos aumentam na mulher.

 

Herança ligada ao sexo

     É a transmissão hereditária de um caráter determinado por gene situado no heterocromossomo X, em loco sem correspondência no heterocromossomo Y. Como exemplo desta herança temos o daltonismo e a hemofilia.

 

Daltonismo

 

         Determinado pelo gene recessivo ligado ao sexo, simbolizado por Xd.

         Seu alelo dominante por XD.

         A freqüência em homens é de 5%, em mulheres 0,25%.

 

 

Sexo Genótipo Fenótipo
Masculino

XdY

XDY

Daltônico

Normal

 

Feminino

XdXd

XDXd ou XdXD

XDXD

Daltônica

Normal

Normal

 

Teste

(atesta se o indivíduo é ou não daltônico)

 

    

            O indivíduo deve tentar distinguir o número (74) que consta no interior deste círculo. Se não consegue distinguir a cor verde e a vermelha, enxergando um círculo, em sua totalidade marrom, é por quê o indivíduo é daltônico.

 

Hemofilia

 

       Hemofilia é uma doença genético-hereditária.

        Característica: desordem no mecanismo de coagulação do sangue.

        Manifestação: quase exclusivamente no sexo masculino.

 

        Existem dois tipos de hemofilia: A e B.

       - A hemofilia A ocorre por deficiência do fator VIII de coagulação do sangue.

         - A hemofilia B, por deficiência do fator IX.

 

        A doença pode ser classificada, ainda, segundo a quantidade do fator deficitário em três categorias:

- Grave (fator menor do que 1%);

- Moderada (de 1% a 5%);

- Leve (acima de 5%), neste caso, às vezes, a enfermidade passa despercebida até a idade adulta.

 

Causa

 

       O gene que causa a hemofilia é transmitido pelo par de cromossomos sexuais XX.

      ** Em geral, as mulheres não desenvolvem a doença, mas são portadoras do defeito. O filho do sexo masculino é que pode manifestar a enfermidade.

 

 

 

Herança restrita ao sexo

            É a transmissão hereditária de um caráter determinado por gene situado no cromossomo Y, sem correspondência no cromossomo X. Esta herança só ocorre em homens, já que as mulheres não possuem o cromossomo Y. Como exemplo temos a hipertricose auricular (pêlos nas orelhas) e a ictiossomia (pele dura e com aparência de couro ou escamas de peixe).

Hipertricose auricular

 

 

Fontes

https://drauziovarella.com.br/letras/h/hemofilia/

 

Fontes de Imagens

https://www.ahrj.org.br/a-associacao/o-que-e-hemofilia/

https://www.brasilescola.com/biologia/daltonismo.htm

https://pt.wikipedia.org/wiki/Hipertricose_auricular

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!