A Membrana Plasmática Através do Tempo

22/03/2013 13:05

           Flávio  Luiz

    Todas as células, procarióticas ou eucarióticas, são envolvidas externamente por uma fina e elástica camada formada por lipídios e proteínas. Essa fina e elástica camada chama-se membrana plasmática. Ela separa o interior da célula do seu meio externo. Substâncias que entram ou saem da célula devem passar primeiro pela membrana plasmática, também conhecida como membrana celular.

       Vamos ver um pouco sobre a história da membrana plasmática.

    Desde finais do século XIX que numerosos investigadores têm proposto modelos para a estrutura e composição química da Membrana Plasmática. Os primeiros dados que sugeriram a composição da membrana plasmática, foram obtidos por Overton em 1895 e eram de natureza funcional.

       Em 1897, Langmuir conseguiu isolar os lipídios da membrana e dispô-los numa espécie de tina - Tina de Langmuir.

      Em 1925, dois investigadores, Gorter e Grendel, realizaram vários estudos no sentido de compreenderem um pouco mais acerca dos constituintes e sua organização.

     Com base nos resultadosde Cole (1932), Danielli e Harvey propuseram um modelo no qual para além de lípidos existiam também proteínas, estando estas colocadas na porção externa da membrana, sendo dessa forma responsáveis pela  descida da tensão superficial. 

    Com o desenvolvimento do microscópio eletrônico a membrana plasmática pode ser visualizada na década de 1950. Assim com melhores técnicas de estudo da célula e o desenvolvimento de novas tecnologias, os cientistas S. J. Singer e G. Nicolson (1972), propuseram O modelo do mosaico fluido, que é uma representação   esquemática da membrana plasmática, no qual proteínas estão mergulhadas em uma dupla camada de lipídios. 

    Segundo esse modelo as proteínas e os lipídios que compõem a membrana movimentam-se, ou seja, a membrana é dinâmica; assim a maior parte das moléculas que a forma pode mover-se pela membrana. Já foram identificados mais de 50 tipos de proteínas nas membranas celulares. Algumas delas formam poros que permitem unicamente a passagem de moléculas de água. Outras capturam substâncias fora ou dentro da célula, transportando-as através da membrana e soltando-as do outro lado. Outras proteínas, ainda, reconhecem a presença de certas substâncias no meio, alertando a célula e estimulando-a a reagir. 

    Descobriu-se também que os transportes realizados através da membrana plasmática, poderiam necessitar de energia ou não, assim, sendo chamados, respectivamente, de TRANSPORTE ATIVO e TRANSPORTE PASSIVO.   

 

Fontes:

https://biogeo1.files.wordpress.com/2008/04/67-resumobio1-membrana-plasmatica.pdf (Biologia e Geologia (ano 1)

Prof.ª Catarina Reis - História da Ciência - Os diferentes modelos da membrana plasmática.
 
https://www.ebah.com.br/content/ABAAAAU8gAI/transporte-transmembrana (Fisiologia Vegetal/IB/DCF/UFRuralRJ Transporte Transmembrana 1o semestre 2003 DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FISILÓGICAS FISIOLOGIA VEGETAL - IB 311.
 
Biologia - Volume 1 - Biologia das Células - José Mariano Ambis e Gilberto Rodrigues Martho - Editora Moderna
 
 

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!