Reino Fungi

     

    Os fungos têm como características principais serem uni ou multicelulares, heterotróficos, eucarióticos. Eles obtêm seu alimento secretando enzimas digestivas no substrato e depois utilizam o processo de absorção; as enzimas digestivas catalisam a quebra de moléculas grandes em moléculas suficientemente menores para serem absorvidas pela célula fúngica. Por essa razão, os fungos crescem dentro ou sobre seu alimento. Os fungos têm o glicogênio como principal substância de reserva. Os fungos vivem no solo, na água ou no corpo de outros sers vivos. Seus principais representantes são os bolores, os cogumelos, as orelhas-de-pau e as leveduras, estas últimas também chamadas de levedos, ou fermentos.  

    As células eucarióticas dos fungos têm paredes de quitina, um polissacarídeo nitrogenado que também constitui o esqueleto dos insetos. No citoplasma ficam dispersos muitos grânulos de reserva de glicogênio. Em cada célula pode haver um só núcleo, ou dois, pareados, além de ribossomos e mitocôndrias.

    Os fungos são ecologicamente importantes como decompositores. Juntamente com as bactérias heterotróficas, são os principais decompositores da biosfera.

        

    Reprodução

        Os fungos se reproduzem por meio da formação de esporos que são formados assexuada e sexuadamente. Os esporos podem permanecer no ar por longos períodos e serem carregados a grandes alturas e por grandes distâncias. 

 

        Reprodução Assexuada

        

        A forma mais comum é por meio de esporos, que são produzidos em esporângios (estrutura em forma de saco), ou em células especializadas chamdas células conidiogênicas. Os esporos produzidos nessas células recebem o nome de conídios. Todos os fungos reproduzem-se assexuadamente por fragmentação das hifas.

 

 

        Rerpodução sexuada

        Os fungos têm processos de reprodução sexuada em que ocorre fusão de núcleos celulares haploides e consequente formação de zigotos diploides. Estes, em geral, se dividem imediatamente por meiose (meiose zigótica) para formar células haploides que se diferenciam em esporos.          

       Compreende 3 fases: Plasmogamia, Cariogamia e Meiose. As duas primeira consistem consistem na singamia, ou fertilização.

       A plasmogamia (fusão de hifas) precede a cariogamia, que é a fusão de núcleos haploides, produzindo núcleos zigóticos diploides. Estes se dividem por meiose e dão orgem aos esporos sexuais.  Estes recebem o nome de zigósporos, nos zigomicetos, de ascósporos, nos ascomicetos, e de basidiósporos, nos basidiomicetos.

.

 

 

 

Fontes de Imagens

https://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/fungos/imagens/fungos-92.jpg


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!