Artigos Científicos

Bioética e Biotecnologias da Reprodução - Uma Produção em Rede.pdf (124855)

 

revista   tecnologia  e  sociedade
 
BIOÉTICA E BIOTECNOLOGIAS DA REPRODUÇÃO: UMA PRODUÇÃO EM REDE
 
Reproduction Biotechnologies and Bioethics: network production
 
Júlio Cesar de Almeida Nobre*
 
 
Resumo
 
O presente artigo objetiva a realização de uma reflexão acerca da Bioética voltada às biotecnologias da reprodução. Buscamos, inicialmente, apresentar tais práticas biotecnológicas como radicais agentes a instabilizar aquilo que entendemos por natureza humana e uma Bioética que tem por objetivo uma posição crítica e analítica acerca de tais agentes – no sentido de defender a humanidade. Em seguida, procuramos apresentar um modelo para lançarmos um novo olhar sobre esse árduo terreno atual de instabilização do humano: as redes coletivas. Propomos uma Bioética imbricada com as novas biotecnologias da reprodução. Tecnologia e bioeticistas, nesse entendimento, se misturariam com capital, empresas, religiões, cidadãos comuns, etc, na construção de normatividades e regulamentações bioéticas. Parece que estamos vivendo em um momento singular, onde intensa controvérsia bioética está ocorrendo e a natureza daquilo que chamamos humano – e uma bioética voltada para este – está em jogo.
 
Palavras-chave: Redes. Biotecnologias da reprodução. Bioética e atualidade.
 
* Professor do Centro Universitário de Volta Redonda; mestre - Programa EICOS - pela Universidade Federal do Rio de Janeiro; doutorando do Programa de Pós – graduação  EICOS, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Email: jcanobre@globo.com
 
Abstract
 
The objective of the present article is to reflect on Bioethics directed towards reproduction biotechnologies. Initially, we wish to show such biotechnologies practices as radical agents unsettling what we understand as human nature and Bioethics which objective is a critical and analytical position on such agents in order to defend humanity. Then, we present a model to offer a new light on that current hard field of unsettling the human being: collective networks. We propose that Bioethics is imbricated with the new reproduction biotechnologies. Technology and bio-ethicists, in  this sense, would blend with capital, companies, religions, common citizens, etc, building bioethical regulations and norm activities. It seems that we are living in a unique time, where a intense bioethical controversy is occurring and the nature of what we call human and bioethics directed towards it is on the line.
 
Keywords: Nets. Reproduction biotechnologies. Bioethic and actuality.

 

Avaliação in situ do aporte de alimento nas diferentes zonas de uma caverna - estudo de caso e recomendações metodológicas. In situ evaluation of the food input in the different zones of a cave case study and met.pdf (322018)

 

Pavel Dodonov1, Juliana Ribeirão de Freitas1, Rogerio Franco Flores Tezori1, Maria Elina Bichuette2*
 
1Universidade Federal de São Carlos
 
2Laboratório de Estudos Subterrâneos, Departamento de Ecologia e Biologia Evolutiva, Universidade Federal de São Carlos.
 
*Contato do autor: bichuette@uol.com.br 
 
Resumo. Devido à ausência de luz, ambientes cavernícolas são desprovidos de organismos fotossintetizantes, e dependem do aporte de  alimento a partir do meio epígeo. Nós comparamos a quantidade de alimento disponível nas diferentes zonas de duas cavernas na região da Serra  da Canastra, MG. A quantidade de detritos vegetais era máxima na zona de entrada, intermediária na zona de penumbra, e mínima na zona afótica. O guano esteve praticamente ausente na zona de entrada, mas sem apresentar padrões claros entre as zonas de penumbra e afótica. Assim, os detritos vegetais parecem ser mais importantes na zona de entrada, e o guano em zonas mais profundas. Concluímos o artigo com algumas recomendações metodológicas relacionadas à quantificação do aporte e à inferência estatística.
 
Palavras-chave. Guano; Detritos vegetais; Raízes; Meio subterrâneo.
 
Abstract. Due to the absence of light, cave environments are devoid of photosynthesizing organisms, and depend on the input of food from above ground. We compared the quantity of food available in the different zones of two caves in Serra da Canastra, MG. The amount of plant debris was highest in the entrance zone, intermediate in the twilight zone, and minimal in the dark zone. Guano was practically absent from the entrance zone, but did not present any clear pattern between the twilight and the dark zones. Therefore, plant debris seem to be more important in the entrance zone, and guano in deeper zones. We conclude with some methodological recommendations related to the quantification of food input and to statistical inference.
 
Keywords. Guano; Vegetal debris; Roots; Subterranean environment.

 

Variações anuais e infra-anuais em ecossistemas subterrâneos implicações para estudos ambientais e preservação de cavernas..pdf (315066)

 

PDF (307.68 KB)

Autor / Author

Eleonora Trajano

Resumo

São analisados resultados de estudos de médio de longo prazo e observações ao longo de anos, demonstrando variações anuais, sazonais e infra-anuais (períodos superiores a um ano), em ecossistemas cavernícolas brasileiros. São abordadas comunidades de morcegos e de invertebrados em diferentes áreas cársticas brasileiras, com ênfase no Alto Ribeira (SE Brasil). Para descrição da diversidade taxonômica das comunidades subterrâneas e compreensão do funcionamento desses ecossistemas singulares, é necessário esforço amostral compatível com seu dinamismo, testado quanto à sua suficiência, sobretudo quando o objetivo é classificar cavernas em graus de relevância. A inadequação da atual política de proteção ao patrimônio espeleológico brasileiro, recentemente flexibilizada pelo Decreto 6640/2008 e correspondente IN MMM 2/2009, é discutida com foco nas suas evidentes falhas conceituais e metodológicas, propondo-se sua total revisão. Palavras-chave. Ecossistemas subterrâneos, variações anuais e infra-anuais, protocolos de estudos ambientais.DOI: 10.7594/revbio.10.02.01

 

Title

Annual and infra-annual variations in subterranean ecosystems: implications for environmental studies and cave preservation

Abstract

Results from medium to long term studies and extended observations demonstrate the occurrence of annual (seasonal) and infra-annual variations in Brazilian cave ecosystems. Bats and invertebrate communities from different karst areas are focused, with emphasis on the Alto Ribeira (SE Brazil). For a biologically meaningful description of the subterranean biodiversity and to understand the functioning of these unique ecosystems, sampling efforts compatible with their dynamics are required, especially when the purpose is to classify caves into relevance degrees, making their destruction possible. The inadequacy of the current environmental policy is discussed, based on conceptual and methodological flaws of the recent Decree 6640/2008, regulated by the IN MMA 2/2009. In view of the ineffectiveness of these legal articles, I propose their complete revision. Keywords. Subterranean ecosystems, annual and infra-annual variations, environmental studies protocols.DOI: 10.7594/revbio.10.02.01

 

Produção de Histórias em quadrinhos na abordagem interdisciplinar de Biologia e Química.pdf (225679)

 
Victor João da Rocha Maia Santos, Colégio de Aplicação, Universidade Federal do Rio 
Grande do Sul, victor.jrms@gmail.com 
Fernanda Britto da Silva, Colégio de Aplicação, Universidade Federal do Rio Grande do 
Sul, febritto@gmail.com 
Monica Fagundes Acioli, Colégio de Aplicação, Universidade Federal do Rio Grande 
do Sul, monifacioli@yahoo.com.br 
 
Resumo. O uso das tecnologias digitais tem avançado na educação criando novos espaços de construção e troca de conhecimentos sendo que a aprendizagem pode tornar-se mais atrativa aos estudantes, na medida em que o educador se utilize das ferramentas adequadas. A construção de Histórias em Quadrinhos (HQs) pode ser uma delas, já que envolve a criatividade na produção de cenários e personagens que devem ser associados aos textos, promovendo relação com o objeto estudado. Em aula compartilhada de Biologia e Química, trabalharam-se conceitos e relações entre óleos, gorduras e meio ambiente e promoveu-se a construção de HQs utilizando o UCA, para estimular a criatividade no desenvolvimento do conhecimento. 
 

- DESMISTIFICANDO OS MAMÍFEROS MARINHOS - UMA AÇÃO DE POPULARIZAÇÃO DA CIÊNCIA EM CAMPO LARGO – PR.pdf (47272)

Nicolle Veiga Sydney 

Instituto de Biociências, USP – São Paulo, SP, Brasil 
Recebido 16set08 / Aceito 21out08 / Publicação 30dez08 
 nvsydney@usp.br 
 
Resumo. Crendices e mitos sobre mamíferos marinhos podem surgir a partir de dúvidas e curiosidades sobre a sua biologia. Esse estudo se propôs a aplicar uma oficina interativa com 75 alunos dos Ensinos Fundamental e Médio, a fim de aumentar o conhecimento dos mesmos com relação aos mamíferos marinhos, além de promover uma ação de popularização da ciência. Após a aplicação da oficina, foi possível perceber que esta contribuiu para o aumento do conhecimento dos participantes e que a atividade que mais os cativou, simulação de projetos de pesquisas, foi relevante para que eles compreendessem como o conhecimento científico é gerado. 
 
 

INTERIORIZAÇÃO DO HIV- AIDS NO BRASIL - UM ESTUDO - INTERNALIZATION OF HIV AIDS IN BRAZIL AN EPIDEMIOLOGICAL STUDY.pdf (272419):

 

Cristiane Chaves de Souza1, Luciana Regina Ferreira da Mata2, Cissa Azevedo3, Cássia Regina Gontijo Gomes4, Gylce Eloisa Cabreira Panitz Cruz5, Silmara Elaine Malaguti Toffano6

1Professora Assistente II da Universidade Federal de São João del Rei, (UFSJ), Campus Centro-Oeste Dona Lindu. 

Professora Assistente II da Universidade Federal de São João del Rei(UFSJ), Campus Centro-Oeste Dona Lindu.

Graduanda do curso de enfermagem da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), Campus Centro-Oeste Dona Lindu.

Graduanda do curso de enfermagem da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), Campus Centro-Oeste Dona Lindu. 

Professora Adjunta I da Universidade Federal de São João del Rei (UFSJ),  , Campus Centro-Oeste Dona Lindu. 

Professora Adjunta I da Universidade Federal de São João del Rei, Campus Centro-Oeste Dona Lindu.

 

Introdução: a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS, sigla em inglês) é uma doença infecciosa caracterizada por mudanças em sua evolução. A enfermagem se destaca na assistência ao portador de HIV/AIDS pelas ações efetivas de promoção e recuperação da saúde, em especial as relacionadas ao vínculo necessário para a adesão à terapêutica antirretroviral. Objetivo: caracterizar o perfil epidemiológico dos portadores de HIV/AIDS em seguimento no serviço de atendimento especializado de um município mineiro. Método: estudo quantitativo, cuja amostra foi de 204 pacientes. A coleta de dados foi realizada entre novembro/2011 e fevereiro/2012, e consistiu na análise das fichas  de notificação do Sistema de Notificação de Agravos Notificáveis. Utilizou-se estatística descritiva para a análise dos dados. Resultados: 14,7% dos pacientes tinham infecção pelo vírus HIV e 85,3%, AIDS, com média de idade de 39 anos. Houve equivalência na distribuição por sexo para os portadores do HIV. 9% dos pacientes são analfabetos e 37,2% têm menos de 5 anos de estudo. 79,4% contaminaram-se por via sexual e, destes, 66,7% se declararam heterossexuais. Conclusão: pacientes com HIV/AIDS do município estudado possuem a idade, a heterossexualização, a feminização e a baixa escolaridade como fatores de risco para o HIV/AIDS.

 

Palavras-chaves: síndrome de imunodeficiência adquirida; HIV; epidemiologia

 

Revista Brasileira de Ciências da Saúde, ano 11, nº 35, jan/mar 2013

 

 

ESTRESSE NO TRABALHO EM PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS.pdf (318657):

 

Melissa de Carvalho Souza1, Adriana Coutinho de Azevedo Guimarães2, Camila da Cruz Ramos de Araujo3
 

1Graduanda do curso de Licenciatura em Educação Física, na Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). 

Professora assistente do Departamento de Educação Física no Centro de Ciências da Saúde e do Esporte da Universidade do Estado de 

Santa Catarina (UDESC).

Graduanda do curso de Licenciatura em Educação Física, na Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC).

 

Introdução: O estudo descritivo de campo de corte transversal objetivou investigar o estresse no trabalho de professores universitários. A amostra por conveniência foi de 92 professores, com média de idade de 47,1 ± 9,2 anos, sendo 59,8% mulheres e 40,2% homens. Optou-se por um questionário autoaplicável. A maioria dos professores é de doutores (58,7%), com carga horária semanal de 40 horas (85,4%); eles possuem dedicação integral (76,1%) e pertencem ao estrato econômico B (50%). São suficientemente ativos (54,4%), não sendo encontradas diferenças significativas entre os sexos. No nível de estresse no trabalho, as mulheres apresentaram maiores médias, havendo diferença significativa na demanda psicológica e no somatório total da escala (p= 0,048 e 0,039). Pode-se constatar neste estudo que em geral, os professores possuem alto nível de estresse no trabalho, sobretudo indivíduos do sexo feminino.

 

Palavras-chaves: Docentes. Estresse ocupacional.

 

Revista Brasileira de Ciências da Saúde, ano 11, nº 35, jan/mar 2013

 

Site: https://seer.uscs.edu.br/index.php/revista_ciencias_saude 

 

 

Diabetes Insipidus Nefrogênico - Conceitos - Atuais de Fisiopatologia e Aspectos Clínicos.pdf (1,8 MB):

 

Juliane L. Rocha
Eitan Friedman
Wolfanga L. Boson
Luiz De Marco
 

RESUMO

 

O diabetes insipidus nefrogênico (DIN) é uma doença rara caracterizada pela incapacidade do rim de concentrar a urina, a despeito de concentrações normais ou aumentadas do hormônio antidiurético argininavasopressina (AVP). Recentes avanços da fisiopatologia renal mostraram que, após a ligação do  AVP ao seu receptor AVPR2 (receptor de vasopressina tipo 2), uma cascata de eventos culmina com a reabsorção de água no túbulo coletor, por meio de canais permeáveis exclusivamente à água e localizados nas membranas apicais do túbulo coletor, sendo o mais importante deles a aquaporina-2 (AQP2). A identificação, caracterização e análise mutacional dos genes AVPR2 e AQP2 permitiram estabelecer as bases moleculares de vários tipos hereditários de diabetes insipidus nefrogênico. Aproximadamente 90% desses pacientes apresentam mutações do AVPR2, 8% apresentam mutações no AQP2 e o restante não tem causas identificadas. Nessa revisão apresentamos exemplos de alterações genéticas e sugerimos que o uso de técnicas de biologia molecular pode minimizar as complicações dessa doença heterogênea mas com fenótipo bastante semelhante. (Arq Bras Endocrinol Metab 2000;44/4: 290-299).

 

Unitermos: Diabetes insipidus nefrogênico; Vasopressina; Aquaporina; Mutação.

 

Arq Bras Endocrinol Mrtsb vol 44 nº 4 Agosto 2000

 

Site:https://www.scielo.br/pdf/abem/v44n4/10939.pdf

 

Trabalhos licenciados sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!