Aula - Grupos Sanguíneos (Sistema ABO)





 

 

INTRODUÇÃO

        O ensino de da Biologia envolve o contato dos alunos com inúmeros conceitos. Para resolver e entender um simples problema de genética relacionado à Lei de Mendel é necessário que o aluno tenha entendido os conceitos de dominância, recessividade, F1, F2, freqüência, alelo, fração, hibridismo, cálculos de percentuais simples, meiose, haploidia, diploidia, fenótipo, genótipo e uma série de outros termos e conceitos até então desconhecidos. Dentro da disciplina de genética desenvolvida no ensino médio, um exemplo de conteúdo que aborda conceitos relacionados à Lei de Mendel é o Sistema do grupo sanguíneo ABO. 

        O Sistema foi proposto pelo imunologista Landsteiner em 1900, ele percebeu que as hemácias possuem dois tipos de aglutinogênios A e B e no plasma sanguíneo observou a presença de aglutininas anti-A e anti-B. Desta forma concluiu que existem quatro grupos sanguíneos para este sistema A, B, AB e O.



PÚBLICO ALVO

 

- Alunos do Ensino Médio.




OBJETIVOS


GERAL:

- Compreender a relação entre os quatro tipos possíveis do grupo sangüíneo (A, B AB e O) e seus respectivos genes alelos.

 

- Desenvolver cruzamentos aleatoriamente entre os genes alelos de um grupo sanguíneo com outro, observando os resultados obtidos e as probabilidades de descentes possíveis.

 


TIPO SANGUÍNEO             AGLUTINOGÊNIOS                AGLUTININAS                         GENÓTIPOS

                                             NAS HEMÁCIAS                      NO PLASMA

        A                                         A                                          anti-B                           IA IA - homozigoto; IA i - heterozigoto 

        B                                         B                                          anti-A                           IB IBhomozigoto; IB i - heterozigoto 

       AB                                     A e B                                          -                               IA IBheterozigoto

        O                                         -                                      anti-A e anti-B                   ii - homozigoto

 



ESPECÍFICOS


O aluno deverá ser capaz de:

- Entender a relação entre gene e alelo, fenótipo e genótipo;

- Entender conceitos como homozigose, heterozigose, dominância, recessividade e codominância;

- Identificar tipos sangüíneos através dos alelos;

- Compreender os cruzamentos e as probabilidades envolvidas, e possíveis transfusões sanguíneas.

 

MATERIAIS:

 

- 6 recipientes

- 32 bolinhas amarelas

- 32 bolinhas brancas

- 32 bolinhas rosas


METODOLOGIA


- Os alunos realizarão as práticas de experimentos do Sistema ABO, e após uma apresentação dos diferentes genótipos e fenótipos feitas para      os alunos e uma pequena aula introdutória realizada pelo Professor de Biologia;

- Serão divididos em grupos;

- Cada grupo recebe um pote que representa o genótipo e o fenótipo de um indivíduo, e este deve ser anotado;

- Assim que cada grupo tiver o seu “indivíduo” os grupos promoverão cruzamentos entre o seu indivíduo e o indivíduo do outro grupo, escolhido   aleatoriamente. Para isso, um membro de um grupo irá, sem olhar, pegar uma bolinha do pote recebido e juntar com uma bolinha retirada pelo  outro grupo. Esse procedimento deverá ser repetido o máximo de vezes possível, sempre anotando o resultado na tabela e devolvendo as        bolinhas antes do próximo cruzamento.;

- Comparar os resultados com a probabilidade esperada segundo Lei de Mendel.


AVALIAÇÃO

A avaliação consistirá nA resolução de problemas e questões envolvendo polialelia, sistema ABO.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!